Follow @Infos_Inter Informativo Inter: Abril 2012

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Inter Vence o gre-NAL, é Campeão da Taça Farroupilha e Vai Para Final !

O Inter jogará a primeira partida contra o Caxias no Centenário, em Caxias do Sul, no próximo domingo (6/5). O jogo de volta ocorrerá uma semana depois, no Beira-Rio.
Sem cinco titulares, Inter se abastece da qualidade do grupo
O Inter foi para o jogo decisivo com meio time titular de fora: Oscar, D´Alessandro, Dagoberto, Nei e Kléber. O técnico Dorival Júnior então se abasteceu da qualidade do grupo e apostou em Jackson na lateral-direita e Fábricio, na esquerda. O time foi a campo então com Muriel; Jackson, Moledo, Índio e Fabrício; Sandro Silva, Tinga, Guinãzu e Dátolo; Jajá e Damião.
Grêmio tenta artifícios arcaicos
O adversário tentou de tudo para vencer a partida. Escondeu a escalação até a entrada do campo. Somente 10 jogadores assinaram a súmula. O 11º, Miralles, só assinou quando a equipe entrou no gramado. Coisas do século passado, mas que o time adversário parece acreditar que influencia no resultado de um jogo. Não influenciou e o Inter venceu novamente.

Jajá foi a novidade do time colorado no clássico 392
Primeiro tempo só deu Inter
Mesmo bastante desfalcado, o Inter mostrou desde o começo que estava melhor que o adversário. Com Sandro Silva, Tinga e Guiñazu na forte marcação do meio, Jackson ajudando os zagueiros pelo lado direito e Jajá, Dátolo e Fabrício fazendo boas triangulações pela esquerda, só o time colorado criou na primeira etapa.
Aos 5min, Jajá fez boa jogada pelo meio, arrancou da linha divisória até a entrada da área e tocou em Dátolo, que entrou na área e tentou o cruzamento, mas a bola bateu no corpo do zagueiro. Três minutos depois, Dátolo cobrou falta para área, Damião desviou de cabeça, mas Victor defendeu. Aos 10min, grande jogada pela esquerda, Fabrício tabelou com Dátolo e cruzou na medida para Damião cabecear e Victor salvar. Aos 17min, Guiñazu tabelou pela esquerda e chutou, a bola desviou na mão de Werley e foi por cima. O Inter pediu pênalti, mas o juiz nada marcou.
Apesar do esforço das duas equipes, o jogo tinha muitos erros. Para se exemplificar uma jogada patética do atacante Miralles, aos 30min, quando Miralles arrancou pela direita e saiu com bola e tudo pela linha de fundo.
Dátolo abre o placar
Aos 36min, o Inter largou na frente com justiça já que o goleiro Muriel não fez uma defesa sequer no primeiro tempo. Tinga lançou Damião na área, que matou no peito, a bola escapuliu um pouco, a tempo de Gabriel tentar cortar. O lateral cortou errado, porém, e a bola sobrou pra Dátolo chutar de pé direito, cruzado, para abrir o placar no Gigante. Foi o nono gol do argentino com a camisa colorada, o oitavo no Gauchão. Foi também o segundo gol de Dátolo em clássicos.

Dátolo abriu o caminho da vitória colorada
Inter quase amplia no final da etapaAos 44min, Jajá ganhou no corpo do zagueiro, arrancou pelo meio e tocou para Tinga, que entrou na área e tentou concluir na saída de Victor, mas o goleiro do Grêmio evitou o gol. Aos 47min, Dátolo cruzou da esquerda, Victor salvou pra escanteio e o juiz acabou o primeiro tempo, sem deixar o Inter cobrar.
Grêmio volta com duas mudanças do vestiário e chega ao empateNa volta para o segundo tempo, o técnico Vanderlei Luxemburgo tentou alterar o panorama da partida com duas substituições: entraram Marcelo Moreno e Marquinhos e saíram Miralles e André Lima. A postura da equipe mudou mesmo e conseguiu marcar o gol de empate justamente no seu primeiro chute a gol. Aos 10min, Fernando cobrou falta na trave e, no rebote, Werley completou de primeira para fazer o gol de empate.

Inter manteve o Grêmio sob controle na decisão disputada no Beira-Rio
Inter se reequilibra, Luxemburgo perde a cabeça
Aos poucos, porém, o Inter se reequilibrou na partida e passou a ameaçar o gol de Victor novamente. Aos 19min Jajá, arriscou da intermediária e Victor salvou pra escanteio. O gandula colocou a bola para a cobrança de Dátolo, mas o juiz anulou o lance. O técnico Vanderlei Luxemburgo perdeu a cabeça e partiu para cima do gandula, acertando um tapa nele. A torcida colorada xingou o treinador e gritou "Gandulaaaa, gandulaaa". Depois de quatro minutos de paralisação, Luxemburgo foi corretamente expulso pelo juiz pela atitude intempestiva.
Mudanças nos dois lados
Aos 25min, Marquinhos recebeu passe de Pará na área e chutou no cantinho. Muriel fez grande defesa e, no rebote, foi marcado impedimento. Em seguida, cada time fez uma substituição. Aos 28min, entrou Jô no lugar de Dátolo, no Inter. Dois minutos depois, saiu Bertoglio para a entrada de Leandro, no Grêmio.
O gol do título
O Inter chegou ao gol do título aos 31min em jogada de bola parada que envolveu dois jogadores que substituíram titulares e foram decisivos. Jajá cobrou escanteio com perfeição em direção ao primeiro pau onde Fabrício entrou em velocidade e cabeceou forte para marcar o gol. E a festa colorada no Gigante recomeçou para não parar mais.

Fabrício está marcando, de cabeça, o gol do título do returno
Inter quase ampliaAos 35min, Damião recebeu na entrada da área e girou forte para grande defesa de Victor, que evitou uma vitória mais ampla do Inter. Dois minutos depois, Jajá, um dos nomes do jogo, cobrou falta, e a bola passou muito perto da trave. Aos 39min, saiu Jajá, muito aplaudido, e entrou Bolatti para reforçar a marcação no meio. Nos últimos minutos, o Inter passou a tocar a bola, enquanto a torcida gritava olé. O Grêmio apelou com Pará que deu entrada forte em Damião, mas o juiz Márcio Chagas decidiu poupar o agressor de dar cartão vermelho. Nada impediu, porém, a grande festa colorada que teve seu auge com o apito final aos 49min30seg. E mais uma vez, quando valeu taça, deu Inter, campeão da Taça Farroupilha.
Festa colorada e silêncio tricolor
Tão logo o juiz encerrou a partida, os jogadores se abraçaram e festejaram bastante, enquanto a torcida cantava nas arquibancadas. Os cerca de 2 mil torcedores adversários viam a tudo em silêncio e, aos poucos, orientados pela Brigada Militar, foram deixando o Beira-Rio cabisbaixos de volta ao Estádio Olímpico.
Tinga levanta a taça
Em seguida, Tinga levantou a Taça Farroupilha junto aos seus companheiros que gritavam "É campeão". Com o troféu, todos correram em direção à torcida e deram a volta olímpica. Antes, porém, pararam atrás do gol do placar eletrônico e fizeram mais festa. Entre eles, D´Alessandro, mesmo ausente da final por lesão, foi um dos destaques da comemoração para a alegria dos torcedores.
Vozes coloradas"O Inter mereceu o resultado porque mesmo nos momentos mais apertados da partida, voltamos a nos fortalecer e, em cima do equilíbrio, conseguimos a vitória. Foi mais uma etapa cumprida e agora a preparação é total pra fazermos o nosso melhor nos dois jogos", disse o técnico Dorival Júnior.
 
"Gre-Nal sempre é difícil, mas quando a gente trabalha duro consegue colher os frutos", disse Índio, que completou o seu 20º clássico com 10 vitórias.
"Conseguimos só a metade. Agora estamos na final, vamos seguir na luta. Qualquer um gostaria de estar na final", disse D´Alessandro.
"Agradeço a confiança do treinador, agora é continuar trabalhando para novas oportunidades", afirmou Jackson.
"Quando um falha, um outro ajuda. Isso é a força do grupo do Inter", festejou Dátolo.
"A equipe está toda de parabéns, agora vamos em busca do título diante do Caxias", disse Moledo.

Ficha Técnica:

Internacional (2): Muriel; Jackson, Moledo, Índio e Fabrício; Sandro Silva, Tinga, Guinãzu e Dátolo (Jô); Jajá (Bolatti) e Damião. Técnico: Dorival Júnior.
Grêmio (1): Victor; Gabriel, Gilberto Silva, Werley e Pará; Fernando, Souza, Marco Antônio e Bertoglio (Leandro); Miralles (Marquinhos) e André Lima (Marcelo Moreno). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Gols: Dátolo (I), aos 36min do primeiro tempo, Werley (G), aos 10min do segundo tempo, Fabrício (I), aos 31min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Sandro Silva, Leandro Damião, Jackson, Rodrigo Moledo (I), Pará, Bertoglio, Gilberto Silva, Uerlei (G).
Público: 22.239 (18.921 pagantes). Renda: R$ 561.140,00.
Arbitragem: Márcio Chagas da Silva, auxiliado por Altemir Hausmann e Paulo Ricardo Conceição.
Local: Beira-Rio, Porto Alegre.

domingo, 22 de abril de 2012

Inter Goleia o Vec, e Está Na Final Da Taça Farroupilha !


O Internacional venceu o Veranópolis na tarde deste domingo (22/04) por 4 a 0 e está na final da Taça Farroupilha. Os gols foram marcados pelo argentino Dátolo, no primeiro tempo, e por Leandro Damião e Índio, na etapa final. Agora, o Colorado enfrenta o Grêmio na grande decisão do segundo turno do Gauchão. O jogo acontece no próximo domingo (29/04), às 16h, no Beira-Rio. Daqui a pouco a crônica completa da partida.

"Conseguimos uma vitória importante e foi uma linda partida para nós, que serviu também para o próximo jogo pela Libertadores", disse Dátolo.
"Agora o pensamento todo é na quarta-feira", afirmou Damião.
"O time está de parabéns pela grande exibição que teve. A gente tem que ir por etapa a partir de agora. Temos um grande objetivo na Libertadores. Esperamos concentrar já desde hoje e conseguiu uma vitória na quarta", disse Índio.

Ficha Técnica:

INTER (4)Muriel; Nei, Moledo (Bolívar), Índio e Fabrício; Sandro Silva, Guiñazu, Dátolo e D'Alessandro (Jajá); Dagoberto e Leandro Damião (Jô). Técnico: Dorival Júnior
VERANÓPOLIS (0)Luiz Müller; Fininho (Vágner), Fred, Émerson e Dener; Raulen, Marcos Rogério (Leandro), Paulinho, Eduardinho; Diogo Oliveira (Emanuel) e Lê. Técnico: Gilmar Dal Pozzo
Gols: Dátolo, aos 17 minutos e aos 39 minutos do primeiro tempo. Leandro Damião, aos nove minutos, Índio, aos 19 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Marcos Rogério, Fininho, Emerson, Leandro Diniz (V), Nei, Dagoberto (I)
Cartões vermelhos: Emerson
Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por José Eduardo Calza e Tatiana Jacques de Freitas

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Inter Perde Em Chiclayo, Mas Passa Para As Oitavas !

Colorado enfrentará o Fluminense nas oitavas de final
O Internacional não evitou a derrota de 1 a 0 para o Juan Aurich na noite desta quinta-feira, em Chiclayo, no Peru, mas obteve a vaga às oitavas de final da Libertadores da América ao garantir a segunda posição do Grupo 1, com oito pontos. O time colorado superou o The Strongest, da Bolívia, que foi derrotado pelo Santos e acabou na terceira colocação, com um ponto a menos do que o Campeão de Tudo.
Na próxima fase da competição continental, o Inter enfrentará o Fluminense, com o primeiro jogo sendo disputado no Beira-Rio e o segundo no Rio de Janeiro. As datas ainda serão confirmadas pela Conmebol. Neste domingo (22/4), o desafio é diante do Veranópolis, no Gigante, pela semifinal do returno do Gauchão.

"Agora vamos nos remobilizar e buscar a vitória sobre o Fluminense", projetou o vice-presidente de futebol Luís Anápio Gomes.
"Temos plenas chances de passar pelo Fluminense. Agora começa um novo campeonato para o Inter", disse o presidente Giovanni Luigi.
"Acho que todos os jogos são dificílimos e vamos trabalhar forte em busca do objetivo que é conquistar o título", afirmou Índio
"Temos que ficar atentos, trabalhar bastante. Esse time tá acostumado a jogar Libertadores, tem muita raça, mas hoje não fizemos um bom jogo. Agora é trabalhar pra buscar melhores resultados", falou Muriel.
"Foi um jogo complicado, como costuma ser na Libertadores. Tentamos impor o nosso jogo, mas não conseguimos. Mas o importante foi que conseguimos a classificação", avaliou o técnico Dorival Júnior.

Ficha Tecnica:

Juan Aurich (1): Penny; Guadalupe, Minaya, Fleitas, Quina; Rojas, Molina (Valencia), Cueto, Chiroque; Zuriga (Kahn) e Tejada. Técnico: Diego Umaña.
Internacional (0): Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Sandro Silva, Tinga (João Paulo), Dátolo (Jô) e D’Alessandro; Gilberto (Jajá) e Leandro Damião. Técnico: Dorival Júnior.
Gol: Tejada (JA), aos 14 min do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Molina, Rojas, Penny (JA), Tinga, D'Alessandro, Kleber, Índio (I).
Arbitragem: Marlon Escalante, auxiliado por Jorge Urrego e Elbis Gomez (trio venezuelano).
Local: Elías Aguirre, Chiclayo.

sábado, 14 de abril de 2012

Inter Vence o Cêramica e Está Classificado !

Veranópolis será o adversário na próxima fase do estadual
O Internacional venceu o Cerâmica por 3 a 0 na noite deste sábado, no Beira-Rio, e garantiu presença na semifinal da Taça Farroupilha. Após um primeiro tempo muito truncado, o Colorado conseguiu passar pela retranca do time Gravataí com três gols na etapa final. Gilberto fez 1 a 0, aos 12min, Leandro Damião ampliou, aos 40min, e D'Alessandro encerrou a goleada, de pênalti, aos 45min.
No próximo domingo (22/4), o Inter enfrentará o Veranópolis no Gigante. O time da Serra passou pelo São José-POA.

Ficha técnica:

Internacional (3): Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kléber; Elton (D´Alessandro), Sandro Silva, Tinga e Dátolo; Gilberto (Jajá) e Damião. Técnico: Dorival Júnior.
Cerâmica (0): César, Saraiva, Djair, Marcão e Pedro; Nunes, Spessato (Felipe), Maurinho (Guilherme) e Rogerinho; Cidinho e Zeferino (João). Técnico: Hélio Vieira.
Gols: Gilberto (I), aos 12min do segundo tempo, Damião, aos 40min do segundo tempo, D'Alessandro (I), de pênalti, aos 45min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Spessato, Nunes (C), Gilberto, Damião (I).
Público: 4.555 (3.563 pagantes). Renda: R$ 82.710,00.
Arbitragem: Fabrício Neves Correa, auxiliado por Julio Cesar dos Santos e José Franco Filho.
Local: Beira-Rio.

domingo, 8 de abril de 2012

Em Ijuí, Inter Vence o São Luiz !

O Internacional bateu o São Luiz por 3 a 0, em jogo válido pela última rodada do segundo turno do Campeonato Gaúcho,  garantiu a melhor campanha da Taça Farroupilha e agora vai enfrentar o Cerâmica pelas quartas de final. Os gols colorados foram marcados por João Paulo, Dátolo e Gilberto. Com a vantagem de ser o melhor time, o Colorado tem a vantagem de decidir no Beira-Rio os jogos da fase eliminatória.
“O time jogou bem, estamos cansado pelo jogo de quarta, mas valeu pelo resultado. Agora vamos definir todos os jogos em casa. Com o apoio da torcida vamos tentar ser campeões”, comentou o lateral Nei.
“Todos os jogos são difíceis, mas jogando em casa, com o apoio da torcida, vamos conseguir as vitórias. Fico feliz pelo trabalho que venho desempenhando”, afirmou o volante Sandro Silva.
“Encontramos algumas dificuldades, mas o importante é que o resultado nos deu a possibilidade de jogar dentro do nosso campo. Espero que seja um ponto favorável e que tenhamos a capacidade de buscar superar cada adversário. Esse era o objetivo da fase classificatória. O importante é que a equipe que entrou teve gana para conseguir o resultado”, disse o técnico Colorado Dorival Júnior.
“Depois de nove rodadas ter uma semana aberta é importante. Temos que primeiro buscar a recuperação de alguns jogadores. A partir de agora vamos ter a tranqüilidade para melhorar o condicionamento coletivo do time”, completou Dorival.

Ficha Técnica

São Luiz (0): Vanderlei; Danilo Baia (João Paulo), Thiago Costa, Willian Barbosa e Xaro; Márcio Oldra (William Santos), Baiano (Thiago Corrêa), Danilo Goiano e Quim; Douglas e Sharlei. Técnico: Gelson Conte
Internacional (3): Muriel; Nei, Bolívar, Rodrigo Moledo (Bolatti) e Kleber (Fabrício); Elton, Sandro Silva, João Paulo e Dátolo (Marcos Aurélio); Jajá e Gilberto. Técnico Dorival Júnior
Gols: João Paulo (I), aos 29 min do 1º tempo, Dátolo (I), aos 45 min do 2º tempo; Gilberto, aos 33 min do 2º tempo.
Arbitragem: Jean Pierre Gonçalves Lima, auxiliado por João L.úcio de Souza Junior e Sedenir Martins.
Cartões amarelos: Thiago Costa, Xaro, William Barbosa, Danilo Baiano (SL); Rodrigo Moledo, Elton, Nei, Bolatti, Fabrício (I).
Local: Estádio 19 de Outubro, Ijuí-RS.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

No Dia Dos 103 Anos, Inter Empata Com o Santos !

Colorado depende apenas de suas forças para avançar às oitavas
O Internacional empatou em 1 a 1 com o Santos na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, em jogo válido pela penúltima rodada do Grupo 1 da Libertadores da América. Apesar da série de desfalques, o time do técnico Dorival Júnior teve uma atuação de luxo no primeiro tempo. Aos 8min, Nei abriu o placar com um golaço de falta, mas aos 20min da etapa final, Alan Kardec empatou para os paulistas. O goleiro Muriel foi destaque da partida com cinco defesas sensacionais.
O resultado mantém o Inter com plenas condições de buscar a classificação às oitavas de final, já que depende apenas de si para garantir a vaga na fase mata-mata. No momento, o Campeão de Tudo ocupa a vice-liderança com oito pontos. O Santos lidera com dez. O The Strongest, da Bolívia, é o terceiro com sete pontos, enquanto que o Juan Aurich somou os três primeiros pontos.
No próximo dia 19, o Inter vai a Chiclayo, no Peru, enfrentar o Juan Aurich pela rodada de encerramento da fase classificatória.
Inter com desfalques importantes
O Inter foi para a partida com uma grande desigualdade. Enquanto o Santos teve o seu time completo, o time colorado foi a campo sem D´Alessandro, Oscar e Guiñazu, três titulares do meio-campo. Para suprir tantos desfalques no mesmo setor do time, o técnico Dorival Júnior colocou em campo um meio com Sandro Silva, Elton, Tinga e Dátolo. Dagoberto atuou mais enfiado com Damião na frente.
Pressão e marcação coloradas no primeiro tempo
Com um Beira-Rio cheio de torcedores que apoiaram a time antes, durante e fim depois da partida, o Inter foi para cima do Santos nos primeiros minutos. Com uma marcação implacável, jogou o time santista para seu campo e tratou de pressionar cedo. Em uma destas pressões, Sandro Silva roubou a bola na saída do campo santista e tocou em Dagoberto, que sofreu falta. Na cobrança, aos 8min, Nei conseguiu um chute fantástico, em curva, que entrou no ângulo, sem chances para Rafael, que ficou só olhando. O Beira-Rio foi à loucura.
Atordoados, os santistas sentiram o gol e o Inter quase ampliou aos 12 minutos. Em cobrança de escanteio ensaiada, Dátolo cobrou curto para Kléber que cruzou para Índio. O zagueiro matou a bola, cortou para ao meio, dentro da área, e chutou de pé esquerdo para fora.
O Santos respondeu com Neymar, que entrou em velocidade, aos 13min, e concluiu rasteiro para Muriel fazer a primeira das suas grandes defesas na partida. Dois minutos depois, Dátolo fez grande jogada, dando drible no marcador e avançando até a intermediária para chute ao lado do gol.
Chances para os dois lados
O jogo seguia em grande intensidade com as duas equipes criando oportunidades. Aos 16min, Tinga deu belo passe para Kléber que avançou até a entrada da área e concluiu forte. A bola passou muito perto do ângulo. Um minuto depois, Neymar cruzou da direita e Ibson cabeceou ao lado do gol. Aos 20min, Dátolo deu toque de letra para Kléber, que ingressaria livre na área, mas a bola foi adiantada e saiu pela linha de fundo. Uma pena.
Inter mais posicionado atrás, buscando o contra-ataqueA partir dos 25min, o Santos se projetou ainda mais à frente, enquanto o Inter demonstrava uma marcação forte, tirando os espaços, e tentava o contra-ataque. E aos 27min, em lance justamente de contra-ataque, Sandro Silva fez lançamento de 40 metros para Dátolo, que deu cruzamento de 30 metros para Damião. O centroavante matou no peito, na área, e chutou prensado com a defesa. O Santos respondeu em seguida e quase empatou quando Neymar avançou pela direita e cruzou na medida para Ibson chutar à queima-roupa e Muriel fazer outra defesa sensacional. Depois disso, pouco se criou até o final da primeira etapa, graças à boa marcação colorada.
Início de etapa com forte bloqueio coloradoO panorama para a segunda etapa se manteve nos primeiros minutos. Até os 15 minutos, o bloqueio defensivo colorado seguia muito forte. Aos 16min, Dagoberto recebeu bom passe de Tinga, ajeitou de fora da área e chutou rasteiro ao lado do gol com muito perigo. O Santos respondeu aos 17min, quando Neymar avançou até a entrada da área e concluiu forte no cantinho para defesa salvadora de Muriel.
Mudança no Santos e gol de empate
Aos 18min, o Santos promoveu a entrada de Alan Kardec na vaga de Fucile. Dois minutos depois, Juan cruzou da esquerda e Alan Kardec conseguiu cabecear no cantinho, sem chances para o goleiro colorado. A torcida colorada não arrefeceu e seguiu cantando apesar do balde de água fria.
Jogo fica lá e cáCom o resultado indefinido, as duas equipes trataram de criar chances em busca do gol da vitória. Aos 23min, Neymar avançou até a entrada da área e bateu forte no cantinho para defesa salvadora de Muriel. Na resposta, Dátolo recebeu bola na área e quando iria chutar, a zaga chega antes e afasta o perigo. Aos 25min, Jajá entrou na vaga de Dagoberto. E no minuto seguinte, quase deu certo. Dátolo deu passe sensacional para Jajá, que ingressou na área e chutou forte para defesa salvadora de Rafael.
Muriel garante o empate
Nos últimos minutos, o goleirão colorado praticou mais duas defesas milagrosas que garantiram o empate. Aos 28min, Neymar recebeu fora da área e concluiu colocado no ângulo. Muriel se esticou todo, praticou a defesa, a bola tocou no travessão e a zaga afastou. Aos 32min, saiu Tinga, muito aplaudido, para a entrada de Gilberto. Aos 37min, saiu Borges e entrou Elano, no Santos.
Aos 43min, Neymar concluiu no cantinho, Muriel operou outro milagre. No rebote, Juan cruzou para Alan Kardec, mas Índio salvou com corte providencial de cabeça. Ainda aos 43min, Moledo entrou forte em Neymar e foi expulso. Mesmo com um a menos, o Inter conseguiu segurar o empate que manteve a equipe viva na briga pela classificação à próxima fase. Torcida reconheceu o esforço e aplaudiu bastante.
"Dependemos só da gente agora. Fizemos um bom jogo contra o Santos e vamos buscar a classificação no Peru", projetou Muriel.
"Apesar de todos os desfalques, fizemos um grande jogo. A torcida também está de parabéns. O objetivo era vencer, mas só dependemos de nossas forças para ficar com a vaga", disse o técnico Dorival Júnior.

FICHA TECNICA:

Internacional (1): Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kléber; Sandro Silva, Elton, Tinga (Gilberto) e Dátolo (Bolívar); Dagoberto (Jajá) e Damião. Técnico: Dorival Júnior.

Santos (1): Rafael; Fucile (Alan Kardec), Edu Dracena, Durval e Juan; Arouca, Henrique, Ibson e Ganso; Neymar e Borges (Elano). Técnico: Muricy Ramalho.
Gols: Nei (I), aos 8min do primeiro tempo, Alan Kardec (S), aos 20min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Sandro Silva, Nei, Elton, Moledo (I), Neymar, Edu Dracena (S). Expulsão: Moledo (I).

Público: 35.530 (33.194 pagantes). Renda: R$ 1.025.415,00.
Arbitragem: Sandro Meira Ricci, auxiliado por Roberto Braatz e Fabrício da Silva.
Local: Beira-Rio.

domingo, 1 de abril de 2012

Inter Faz o Papel De Casa e Vence o Canoas !

"Esperamos que na nossa casa e diante do nosso torcedor fazer um grande jogo na quarta e conseguir a vitória", disse Índio.
"Agora é 100% focar no jogo diante do Santos", projetou Muriel.
"A vitória foi importante", definiu Damião.
"Agora é pensar no Santos que vai ser um jogo muito importante", projetou Nei.

Com um gol de Leandro Damião marcado aos 15 minutos da etapa inicial, o Inter venceu o Canoas na tarde deste domingo, no Beira-Rio, e manteve a liderança do Grupo 1 da Taça Farroupilha com 16 pontos. Além disso, devido à vitória, a equipe comandada por Dorival Júnior está no primeiro lugar geral deste segundo turno. Agora, o foco é o Santos, quarta, também no Beira-Rio, pela Libertadores da América.

Ficha Técnica:

INTER: Muriel; Nei, Moledo, Índio e Fabrício; Elton, Tinga (Sandro Silva), João Paulo e Jajá; Dagoberto e Leandro Damião. Técnico: Dorival Júnior.

CANOAS: Vaná; Rondinelle, Renato, Carvalho e Tiago Silva; Ricardo (Dudé), Moisés, Davi (Diogo) e Jé; Diogo Rincón (Maxwell) e Miro Bahia. Técnico: Rogério Zimmermann.

GOLS: Leandro Damião (Inter, 15min/1ºT)

Arbitragem: Francisco Silva Neto, auxiliado por Maurício Coelho Penna e José Inácio Souza.

Cartões amarelos: Moisés, Miro Bahia (Canoas); Índio (Inter)