Follow @Infos_Inter Informativo Inter: Maio 2012

terça-feira, 15 de maio de 2012

Inter Vence e é Bi-Campeão Gaúcho !

Inter vence Caxias e conquista o bi do Gauchão

Colorado vence Gauchão pelo segundo ano seguido
O Internacional venceu o Caxias por 2 a 1, de virada, na tarde deste domingo, no Beira-Rio, e sagrou-se bicampeão gaúcho. No jogo de ida, em Caxias do Sul, os times haviam empatado em 1 a 1. Em 103 anos de história, este é o 41º título estadual do Campeão de Tudo, que abre vantagem de cinco conquistas sobre o Grêmio.
A finalíssima foi repleta de emoção no Gigante. O time da Serra largou na frente, com um gol de Michel anotado aos 26min do primeiro tempo. O resultado de 1 a 0 servia para o Caxias, mas na etapa final o Inter foi para cima e conseguiu a virada. Aos 6min, Oscar sofreu pênalti, mas Nei desperdiçou a cobrança. Porém, a blitz colorada prosseguiu de forma intensa, e ,aos 21min, Sandro Silva igualou o placar. Cinco minutos mais tarde, Leandro Damião marcou belo gol de cabeça e garantiu mais uma taça para o Campeão de Tudo!

Grupo colorado comemora o título gaúcho conquistado no Beira-Rio
Inter foi para a decisão com mesma equipe do Rio
Em busca do bicampeonato, o Internacional foi a campo com a mesma equipe que jogou diante do Fluminense no Rio de Janeiro. Com isso, Tinga, Dátolo e Oscar formaram o trio de apoio ao centroavante Damião no setor ofensivo. No banco, um reforço de peso: D´Alessandro se recuperou de lesão e ficou à disposição do técnico Dorival Júnior.
O Caxias manteve também o time que disputou o primeiro jogo diante do Inter, domingo passado. O regulamento previa que o Inter jogava por um empate sem gols. O Caxias tinha que buscar empate com dois ou mais gols para levantar a taça.
Dificuldades no primeiro tempoA história do 41º título gaúcho do Inter começou com muita dificuldade. O Caxias disputou um grande primeiro tempo, marcando com qualidade e atacando sob a regência de Wangler, um meia canhoto e habilidoso, que deu muito trabalho. Para piorar, o bandeira Marcelo Barison cometeu um dos grandes erros da história da arbitragem gaúcha, ao marcar impedimento em lance que Oscar estava, no mínimo, cinco metros em condições. E assim a primeira etapa deixou os mais de 20 mil colorados presentes preocupados.
Aos 7min, Wangler chutou forte de fora da área para grande defesa de Muriel para escanteio. O Inter respondeu dois minutos depois com Nei achando Dátolo, na área. O meia matou a bola e concluiu de pé canhoto na rede pelo lado de fora. Aos 13min, o lance absurdo do bandeira. Oscar recebeu na área e tocou em Damião que marcou o gol. O bandeira Marcelo Barison marcou equivocamente o impedimento, mesmo com Oscar, em condições, muito longe do zagueiro caxiense. Aos 18min, Nei acertou um chute forte de pé esquerdo de fora da área e Paulo Sérgio espalma pra escanteio.

Primeiro tempo foi de sérias dificuldades para o Inter
Caxias larga na frenteAos 26min, o time da Serra abriu o placar. Wangler cobrou escanteio, Vanderlei desviou de cabeça no primeiro pau, a bola atravessou a pequena área até que Michel entrou de peixinho e completou para o gol. O gol fez o Caxias crescer na partida. Aos 38min, Wangler fez bela jogada pela intermediária, driblou dois e  bateu de pé esquerdo para grande defesa de Muriel pra escanteio. O Inter só conseguiu criar uma boa oportunidade aos 44min, quando Tinga lançou para Damião, que escorou até Índio concluir de primeira por cima.
Mudanças no vestiário e Inter dominaNo intervalo, o técnico Dorival Júnior colocou D´Alessandro e Dagoberto nas vagas de Tinga e Dátolo. O Inter retornou energizado do vestiário, assumiu uma postura mais ofensiva com D´Alessandro, Oscar e Dagoberto se movimentando muito e empurrando o Caxias para trás. Os dois laterais Nei e Fabrício foram jogar no ataque também e praticamente deixou a equipe da Serra sem outra alternativa se não ficar com os 11 jogadores da intermediária para trás em uma retranca impressionante.
Com qualidade e toque de bola, sem apelar para as ligações diretas para o ataque, o Inter foi construindo uma jogada de gol atrás da outra, enquanto o Caxias ficou amedrontado. E o Inter chegou a virada consagradora. E só não marcou mais gols porque o goleiro Paulo Sérgio fez um milagre atrás do outro, defendendo até pênalti.

D'Alessandro entrou no segundo tempo da final
No primeiro minuto, D´Alessandro cruzou da esquerda, o goleiro não segurou a bola, que caiu no pé de Damião. O centroavante chutou para o gol, mas a bola tocou na defesa caxiense. Aos 6min, Oscar foi derrubado por Lacerda, na área, e o juiz marcou pênalti corretamente. Na cobrança, porém, Nei chutou no cantinho e Paulo Sérgio defendeu.
Pressão colorada e virada merecida
O lance não arrefeceu o ânimo do Inter, que seguiu no mesmo ritmo, criando chances. Aos 11min, Guinãzu cruzou da esquerda, Oscar cabeceou e Paulo Sérgio salvou em cima da linha com a ajuda do zagueiro Jean. Aos 16min, D´Alessandro cobrou falta e Moledo cabeceou para defesa milagrosa de Paulo Sérgio, quase em cima da linha.
A pressão do Inter deu resultado aos 21min. Oscar tocou a bola na área, Damião brigou com a zaga, e Sandro Silva pegou a sobra, deu um corte no zagueiro e chutou de pé esquerdo no alto, marcando um belo gol. Gol mais que merecido para o volante, um dos grandes nomes do Inter nos últimos jogos.

Sandro Silva marcou o primeiro gol colorado
Cinco minutos depois, Fabrício apoiou bem pela esquerda e cruzou na medida para Damião cabecear no cantinho. Paulo Sérgio ainda tocou na bola, mas ela entrou. Foi o 11º gol do centroavante no Gauchão, que pelo segundo ano consecutivo foi o artilheiro da competição. Damião já alcançou a marca de 17 gols na temporada.
Inter valoriza a bola, Muriel salva no fim
Com o resultado a seu favor, o Inter tratou de valorizar mais a posse de bola, diminuir um pouco o ritmo, enquanto o Caxias se viu obrigado a sair da retranca. Colocou os atacantes Marcos Paulo e Rafael Santiago. Aos 30min, D´Alessandro driblou e concluiu de fora da área para defesa de Paulo Sérgio. Aos 35min, Dorival Júnior foi expulso pelo árbitro por reclamação.

Muriel fez boa defesa no final do jogo
Aos 43min, Damião recebeu na área, girou e quando foi chutar, foi puxado. Mesmo assim, conseguiu a conclusão, mas a bola foi por cima. O juiz não marcou o pênalti claro. Aos 44min, Muriel fez a defesa do título! Wangler acertou um chutaço da entrada da área e o goleiro colorado salvou com defesa para escanteio.
A partir daí, o Inter segurou bem os últimos minutos, enquanto D´Alessandro já regia a torcida com os braços, antecipando a festa do título. Os torcedores gritavam "Bicampeão" antes mesmo do árbitro apitar o final da partida.
Festa dentro do gramado
Tão logo o árbitro encerrou o jogo, o carnaval colorado se estabeleceu no gramado. Jogadores reservas, dirigentes, funcionários se somaram aos titulares e se abraçaram e festejaram bastante. Em seguida, um palco foi armado no campo para a entrega das medalhas e da taça ao Inter. Depois disso, os atletas levaram o troféu até a torcida e deram início à muita celebração.
Vozes coloradas
"Estou muito feliz porque viemos de uma semana complicada e o Inter mostrou que está capacitado de sair bem de qualquer situação", afirmou Dátolo.
"Sempre fui guerreiro jogando pelo Inter. Ninguém pode tirar isso de mim.", disse Sandro Silva.
"O Caxias teve méritos, mas o Inter lutou muito e mereceu a conquista", disse o diretor técnico Fernandão.
"Esse grupo vem conquistando coisas e está de parabéns. O Inter tem um grupo vencedor e vai buscar até o último minuto", analisou o volante Guiñazu.
"É um título muito importante para o clube. Já faz vários anos seguidos que o Clube conquista título todo ano", lembrou Oscar.
"O Internacional foi a melhor equipe da competição e mereceu o título", disse o técnico Dorival Júnior.
"Aqui dentro tem homens corajosos e determinados sempre lutando pelo Inter", disse o multicampeão zagueiro Índio.
"Agradeço muito ao Inter que me acolheu muito bem aqui", afirmou Dagoberto.

Ficha Tecnica:

Internacional (2): Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Sandro Silva, Guiñazu, Tinga (D´Alessandro) e Dátolo (Dagoberto); Oscar e Damião. Técnico: Dorival Júnior.
Caxias (1): Paulo Sérgio; Michel, Lacerda, Jean e Fabinho; Umberto (Marcos Paulo), Paraná (Alison), Mateus e Wangler; Caion e Vanderlei (Rafael Santiago). Técnico: Mauro Ovelha.
Gols: Michel (C), aos 26min do primeiro tempo, Sandro Silva (I), aos 21min do segundo tempo, Damião (I), aos 26min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Fabrício, Guiñazu, Rodrigo Moledo, D´Alessandro, Dagoberto, Nei, Damião (I), Mateus, Lacerda, Michel, Alison, Umberto, Rafael Santiago (C).
Público: 23.028 (19.556 pagantes). Renda: R$ 587.160,00
Arbitragem: Márcio Chagas da Silva, auxiliado por Altermir Hausmann e Marcelo Bartanha Barison.
Local: Beira-Rio, Porto Alegre.

domingo, 6 de maio de 2012

Inter Empata No Centenário, e Está Com Uma Mão Na Taça !

Lágrimas no retorno: Oscar (C) chorou ao marcar gol em Caxias do Sul
Empate sem gols no Beira-Rio garantirá o bicampeonato
O Internacional empatou em 1 a 1 com o Caxias na tarde deste domingo, no Centenário, no jogo de ida da final do Gauchão 2012. O time colorado largou em desvantagem em Caxias do Sul, ao sofrer um gol de Mateus aos 43min do primeiro tempo. Mas na etapa final, aos 11min, buscou o empate com um belo gol de Oscar, que voltou a atuar após 47 dias de afastamento dos gramados.
Para ficar com o bicampeonato e o 41º título estadual, o Inter jogará por um empate sem gols no próximo domingo (13/5), no Beira-Rio. Antes, na quinta-feira (10/5), decidirá vaga às quartas de final da Libertadores contra o Fluminense, no Engenhão.
Dentro de instantes, a matéria completa do primeiro confronto da decisão do Gauchão.

"A equipe cresceu no segundo tempo. Conseguimos empatar com gols e isso foi muito importante. Agora é jogar com o regulamento dentro de casa. Agora diante do Fluminense é outra final e vamos tentar classificar no Rio", disse Nei.

"O empate com gols foi bom resultado. Agora é trabalhar forte contra o Fluminense, que é outra pedreira", disse Muriel.

"O time deles entrou muito forte, mas mudamos o jeito de marcar no segundo tempo e isso foi importante. Agora é trabalhar forte para ganhar domingo e sair campeão", disse Jajá.

"A dificuldade de jogar aqui é muito grande. Conseguimos um empate com gols e isso é importante numa decisão", projetou Tinga.
"Tenho que agradecer à minha esposa, a todo mundo que tava me ajudando", disse Oscar, emocionado, chorando.

Ficha Técnica:

Caxias (1): Paulo Sérgio; Michel, Lacerda, Jean e Fabinho; Umberto, Paraná, Mateus e Wangler; Vanderlei (Marcos Paulo) e Caion (Rafael Santiago). Técnico: Mauro Ovelha.
Internacional (1): Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Fabrício; Sandro Silva, Tinga, Guiñazu, Oscar e Jajá (Gilberto); Jô. Técnico: Dorival Júnior.
Gols: Mateus (C), aos 43min do primeiro tempo, Oscar (I), aos 11min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Jô, Índio, Bolívar (I), Paraná, Umberto, Mateus (C).
Arbitragem: Jean Pierre Gonçalves Lima, auxiliado por Julio Cesar dos Santos e José A. C. Franco Filho.
Local: Centenário, Caxias do Sul.